Calvície feminina: Causas, tratamentos, como disfarçar, remédio caseiro

0
281

Engana-se quem pensa que a calvície é um problema que atinge somente os homens, pois muitas mulheres também podem sofrer com esse problema.

Apesar de não afetar a saúde em si, tendo muito mais impacto psicológico do que algum problema físico, a calvície feminina é um dos problemas que mais afeta a autoestima de uma mulher, afinal o cabelo faz parte da composição da beleza feminina, portanto é um problema extremamente incômodo para uma vida feliz.

Se você vem passando por isso, venha saber mais sobre calvície feminina, suas causas e conheça os tratamentos existentes.

Calvície feminina

Causas da calvície feminina

Grande parte dos relatos de calvície feminina ocorre entre os 15 e 40 anos, desde queda parcial ou total dos cabelos. Esse acontecimento pode ser causado por diferentes estímulos. São eles:

  1. Herança genética: A mulher pode herdar tanto do pai quanto da mãe os genes dessa condição.
  2. Anemia ou alterações da tireoide: Doenças que a mulher pode ter que podem ter como sintomas a queda capilar temporária. Geralmente, com o tratamento da doença em si, a queda cessa.
  3. Após a menopausa: Ao final da menopausa, a produção de hormônios cai e isso afeta os folículos pilosos, de onde nascem os fios, fazendo com o que fios fiquem cada vez menores e mais ralos, até atingir a perda total. Esse quadro torna-se ainda mais rápido caso a mulher enfrente alterações hormonais como síndrome do ovário policístico ou hirsutismo, levando a uma queda total mais brusca.
  4. Outros fatores que levam à calvície feminina: Depressão, estresse, parar de tomar anticoncepcionais, alimentação inadequada sem proteínas e vitaminas, alergias, excesso de químicas nos cabelos, excesso de secador ou chapinha, prender os cabelos muito apertados.

5 sinais para identificar a calvície feminina logo no início

  1. O cabelo começa a cair mais que o normal, tanto na hora de pentear, quanto na hora do banho, podendo até mesmo aparecer fios em roupas e travesseiros;
  2. Os fios ficam mais finos, com menor espessura;
  3. Os fios podem ficar mais claros;
  4. Você vai notar menor quantidade de fios na cabeça, principalmente no centro;
  5. Podem surgir regiões na cabeça sem cabelo.

Calvície feminina na adolescência

Quando a queda de cabelos ocorre na adolescência pode ser sinal de alguma doença ou até mesmo alimentação inadequada. Nesta fase, também pode ser comum isso acontecer como reação de algum remédio usado para acne ou ainda anticoncepcionais.

As adolescentes também costumam fazer muitas coisas com seus cabelos, desde penteados apertados a químicas em excesso, e isso pode levar à queda de cabelos.

Quanto às questões psicológicas, que é um assunto muito abordado na adolescência, todos os distúrbios emocionais e psicológicos que essa fase de transição pode oferecer pode impactar na queda dos fios.

Sendo assim, para tirar dúvidas, consulte um dermatologista e um nutricionista para diagnosticar a causa o quanto antes.

Calvície feminina frontal

A calvície frontal começa com os fios ficando cada vez mais ralos e em menor quantidade na parte da frente e de cima da cabeça. É uma condição muito desagradável para a mulher, a qual se obriga a manter o cabelo sempre preso. É muito relacionada a problemas emocionais e estresse do dia a dia.

Calvície feminina frontal

Calvície feminina com entradas (lateral)

É aquela calvície que começa com as entradas próximas às têmporas. Esta é uma das principais características da alopecia genética. A tendência é que ela se expanda e suba para a cabeça, causando também queda capilar frontal e superior.

Calvície feminina com entradas (lateral)

Como diagnosticar a calvície feminina?

Aos primeiros sinais de queda de cabelo, a mulher deve procurar um dermatologista para o diagnóstico.

Este vai avaliar toda a saúde da mulher, desde situação de menstruação a questionamentos sobre alimentação, análise da saúde capilar procurando sinais de seborreia ou outras doenças, dentre outras avaliações ou até possíveis exames, como dermatoscopia, tricograma ou biópsia do couro cabeludo.

Após identificar a causa, o médico sugere o melhor tratamento ou mudanças de hábitos.

Calvície feminina hereditária tem cura?

Infelizmente, quando a causa da calvície da mulher é por questões genéticas, não existe cura. O que existem são tratamentos que podem controlar ao máximo e evitar a queda capilar, tudo através de dedicação, regularidade na medicação e controle de outros cuidados indicados pelos médicos.

Como disfarçar a calvície feminina?

  1. Uma dica para disfarçar a calvície feminina com entradas na frente é fazendo uma grande franja para esconder bem as entradas da calvície;
  2. Mude o corte de cabelo objetivando ter mais volume, como por exemplo um corte em camadas;
  3. Tenha muito estilo e utilize acessórios como toucas, lenços, chapéus e bonés;
  4. Você pode usar perucas, apliques ou extensões para esconder ou disfarçar as regiões sem cabelos, ou ainda ter mais volume no cabelo como um todo.

Maquiagem capilar:

É um pozinho que dá aos seus cabelos uma aparência de mais volume e esconde as falhas. Confira como fica nos cabelos e de como aplicar no vídeo abaixo:

Impactos psicológicos da calvície na mulher

O impacto na beleza pode afetar muito o psicológico da mulher, levando a sérios problemas emocionais, sociais e até profissionais, afinal a sociedade é cruel, não entende o problema do outro e julga mesmo.

As taxas de depressão são bem maiores nas mulheres calvas do que nos homens, e isso pode levar a uma vida com episódios depressivos e até mesmo paranóias.

Em muitos casos, o dermatologista identifica esses problemas emocionais na mulher e ainda recomenda acompanhamento psicológico para tratamentos em paralelos.

A partir do momento em que a mulher entende a causa da sua calvície e todos os tratamentos disponíveis, sua vida pode melhorar consideravelmente.

Como tratar? Tratamentos para calvície feminina

– Medicamentos orais: Quando os problemas são por causas hormonais, os médicos indicam uso de remédios bloqueadores da ação hormonal no couro cabeludo;

– Produtos tópicos: Em paralelo aos medicamentos orais, os médicos também costumam receitar pomadas, cremes, shampoos ou loções que estimulam o crescimento ou espessamento dos fios;

– Mesoterapia: São injeções diretas nos folículos pilosos com vitaminas para estimular o crescimento dos fios;

– Transplante capilar: Indicado para os casos mais avançados em quadros que não sejam possíveis de reverter. São retirados alguns fios de cabelo próximos ao pescoço, distantes de receptores hormonais, e estes são implantados fio a fio nas regiões sem cabelos; daí passam a crescer normalmente em cerca de 6 meses;

– Lasers: A ação do laser pode fazer com que os fios voltem à fase de crescimento novamente; são necessárias no mínimo 6 sessões para funcionar.

Remédio caseiro para calvície feminina

Na maioria dos casos, a calvície acontece por falta de cuidados com o couro cabeludo ou ainda falta de vitaminas, tanto na alimentação quanto em produtos do dia a dia.

A receita abaixo conta com poderosos remédios naturais os quais juntos trazem muitos benefícios e podem evitar mesmo a calvície feminina, que são o leite de coco e a cenoura.

Na cenoura, encontramos as vitaminas B6, B12 e mais outros antioxidantes; e o leite de coco é também repleto de nutrientes e ajuda muito a fortalecer a base dos fios, evitando a queda.

Você vai precisar de:

  • 2 cenouras;
  • 1 copo de leite de coco (200 ml).

Como fazer:

Picar as cenouras e bater junto com o leite de coco no liquidificador. Passe a mistura feita por todo o cabelo, inclusive no couro cabeludo, e deixe agindo por 30 minutos. Por fim, lave bem os cabelos como de costume com seu shampoo e condicionador.

Calvície feminina: Causas, tratamentos, como disfarçar, remédio caseiro
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here