Caxumba: O que é, Causas, sintomas, tratamentos, caxamba desce?

0
63

Hoje falaremos de uma doença que, geralmente é benigna, mas que pode trazer complicações quando não tratada: a caxumba! Continue lendo para esclarecer melhor suas causas, sintomas, tratamentos e outras dúvidas.caxumba

O que é caxumba?

Caxumba é uma doença infecciosa causada por um vírus da família Paramyxovirus, o mesmo que causa sarampo. Também é conhecido como papeira ou parotidite, pois afeta as glândulas parótidas, um dos três pares das glândulas que produzem saliva. Pra quem não sabe, as parótidas estão localizadas entre as orelhas e à frente.

Tal vírus possui um período de incubação de 2 a 3 semanas, isso significa que podem passar até 21 dias entre o contágio e início dos sintomas. Torna-se contagioso a partir de 1 semana antes dos primeiros sintomas físicos até 8 dias depois de eles começarem.

Já foi uma doença comum entre a população brasileira quando não havia a vacina que previne ainda; o advento da vacina e disponibilidade em postos de saúde fez com que os casos diminuíssem bastante, mas ainda sim são relatados inúmeros casos anualmente,  tendo maior incidência dentre as crianças.

Causas da caxumba

Como falamos acima, a principal causa da caxumba é através da infecção do vírus que se instala na pessoa; outra forma de contrair a caxumba é de uma pessoa infectada para outra sem o vírus, através do contágio pelo contato com saliva infectada.glandula parotida inchada

Sintomas da caxumba

A caxumba é manifestada através de vários sintomas. São alguns:

  • O principal sintoma é a papeira ou parotidite, que são as parótidas inchadas e doloridas, pelo qual a doença é conhecida; pode afetar um lado apenas ou os dois da face;
  • Dores ao redor da face, não somente nas áreas das glândulas;
  • Dores e dificuldades para mastigar e engolir;
  • Isso ocasiona em redução do apetite, além da manifestação do próprio vírus;
  • Sensação de cansaço e fraqueza;
  • Febre e alta temperatura corporal;
  • Calafrios;
  • Dores de cabeça;
  • Enjoos e náuseas;
  • Boca seca;
  • Dores no corpo e articulações;
  • Em casos graves, caxumba pode causar surdez;
  • Sintomas raros que necessitam de atenção médica imediata: dores e inchaços nos testículos ou região dos ovários; náuseas com vômitos e dores no abdômen, insinuando uma possível pancreatite; ou dores e rigidez na região do pescoço, podendo indicar caso de meningite.

Caxumba desce?

Certamente, você já ouviu falar nessa expressão de “caxumba descer” para a região dos testículos ou ovários. Devido à esta forma errada de nomenclatura, as pessoas criaram o mito de que repouso é necessário para quem tem caxumba, a fim de evitar que ela desça, e isso é puro mito, pois não é assim que se manifesta a doença nas pessoas. Na verdade, a doença que iniciou nas glândulas parótidas pode acometer outros órgãos do corpo, independente desse repouso ter acontecido ou não.

Caxumba nos testículos

Quando a caxumba acomete os testículos pode ser chamada de orquite pós-caxumba. É considerada uma situação grave na vida do homem, pois infecções na área reprodutiva podem acarretar em infertilidade. A infecção é temporária e pode trazer danos irreversíveis se não for diagnosticada a tempo. É uma condição que afeta 1 a 5 homens adultos com caxumba.

Na maioria dos casos, o testículo atingido é prejudicado de alguma forma, podendo até mesmo ficar sem produzir espermatozoides. Existem tratamentos com anti-inflamatórios, antibióticos e também bastante repouso e descanso. Com o tempo, podem ser necessários exames para conferir taxas de produção de esperma.

Caxumba é contagioso?

Sim, caxumba é contagioso, pois é causada por um vírus, portanto uma pessoa pode transmitir para outra sim, através de contato com a saliva. Sendo assim, se você ainda não tomou vacina pode contrair a doença estando muito próximo de uma pessoa infectada, beijando-a, compartilhando objetos como copos ou talheres, dividindo comida ou bebida, pegando na mão onde a pessoa tossiu, dentre outras possibilidades. O ser humano é o único tipo de hospedeiro do vírus, não sendo então possível contrair de plantas ou animais.

A fim de evitar isso, tanto de pegar a doença como também transmitir a outras pessoas que convivem com você, procure sempre lavar as mãos com frequência; evite locais em público, não vá para o trabalho ou escola até 5 dias após o início dos sintomas (peça atestado médico); e seja educado, cubra com um lenço seu nariz e boca sempre que tossir ou espirrar.

Caxumba pode matar?

A caxumba por si só não mata, sendo considerada uma doença benigna. Porém, é evidente que existem possíveis complicações raríssimas e graves que a caxumba pode trazer ao corpo, devido às alterações consequentes. Como por exemplo, uma meningite grave, infecções secundárias por bactérias, problemas no fígado, insuficiência renal, casos de hemorragia, entre outros. Mas todas são doenças atípicas e à parte da caxumba, e todas com tratamento.

Vacina contra a caxumba

As vacinas que nos protegem de doenças como a caxumba, rubéola e sarampo são a tetraviral e a tríplice-viral. Quem já tomou esta vacina, principalmente se tomou durante a infância dentre os 12 e 15 primeiros meses de vida, já pode ser considerado imune à doença; como também quem já teve a infecção não terá novamente.Vacina contra a caxumba

Tratamentos para caxumba

Não existem tratamentos para eliminar o vírus do corpo, portanto o que resta é atitudes para aliviar os sintomas e ajudar na convivência.

  • Remédios como Paracetamol, Ibuprofeno, Prednisona ou Tylenol ajudam no alívio de dores, inflamação e febre;
  • Repouso é necessário para a recuperação;
  • Bastante hidratação com água, chá, água de coco, evitando bebidas ácidas e cítricas para não ferir as glândulas;
  • Alimentação mole e pastosa pode ajudar na ingestão dos alimentos;
  • A boca será uma área mais propícia a adquirir novas infecções ao seu corpo, portanto sempre que comer, faça uma boa higiene bucal, para evitar novos problemas.

Tratamentos caseiros

Como dissemos, existem apenas algumas formas de alívio para os sintomas da caxumba, e muitos deles podem ser feitos em casa mesmo, durante o tempo de repouso que você fizer. São alguns:

  • Gargarejos com água morna e sal podem ajudar bem a limpar a boca e evitar novas infecções, além de diminuir irritação da área e também estimular processo de cicatrização das glândulas acometidas;
  • Aplique compressas mornas sobre os inchaços num período de 10 a 15 minutos, pode ajudar bastante no alívio das dores locais;
  • Gengibre pode ser um excelente alívio no tratamento da caxumba, pois é um anti-inflamatório natural que vai reduzir as dores locais; você pode consumi-lo através de uma pasta, ou bater no liquificador com algum suco, ou simplesmente chupar um pedacinho ao longo do dia; também pode ser usado de forma externa, aplicado como uma pomadinha sobre o local da dor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here