Coito interrompido: O que é? Quais os riscos? Como fazer? Eficácia?

0
107

O assunto a seguir é bem polêmico, pois causa opiniões contrários entre os médicos e quem faz nas relações sexuais: o coito interrompido. Você sabe o que é isso e como fazer? Conheça mais sobre o assunto, vantagens, riscos e muito mais.

Coito interrompido

O que é coito interrompido?

Coito interrompido nada mais é que a retirada do pênis de dentro da vagina momentos antes da ejaculação, para evitar que o esperma eliminado entre na mulher; mesmo sendo informal e sem nenhum outro tipo de segurança, ainda há uma precaução, portanto é considerado um método contraceptivo.

Popularmente falando, é um método para evitar a gravidez que conta com a sorte. Depende muito do autocontrole do casal durante o sexo, principalmente do homem, de se lembrar de tirar o pênis da vagina antes de gozar.

Vantagens e desvantagens do coito interrompido

  1. Vantagens:

  • É um método que não conta com hormônios nem outros dispositivos físicos para usá-lo;
  • Pode ser feito por qualquer pessoa, até mesmo durante amamentação, que é uma fase sensível para alguns métodos contraceptivos tradicionais;
  • Não tem o que comprar para ser feito, então não há gastos;
  • O sexo é prazeroso, sem nenhuma barreira interferindo.
  1. Desvantagens:

  • Baixíssimo nível de eficácia e confiabilidade;
  • Literalmente, corta o prazer sexual por conta da interrupção para a retirada do pênis;
  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis e outras infecções;
  • O risco de engravidar ainda é alto, afinal os espermatozóides não estão presentes apenas no momento da ejaculação no clímax do sexo, e sim também na lubrificação constante do pênis durante o ato;
  • Mesmo realizando o coito interrompido com sucesso, uma pequena quantidade pode ser liberada dentro da vagina sem o homem perceber, milésimos de segundos antes de gozar, então as chances de engravidar realmente existem.
  • Ainda existem possibilidade de o esperma do lado de fora, como na coxa ou costas da mulher escorrer para a região da vagina, por algum descuido do casal, aumentando ainda mais as chances.

Qual a eficácia do coito interrompido?

Em média, em 78% dos casos a mulher não engravida, principalmente se ela e seu parceiro sexual fazem o coito interrompido corretamente. Essa taxa é considerada de baixíssimo nível de confiabilidade, portanto nunca é recomendado pelos médicos.

Riscos do coito interrompido

Os principais riscos que o coito interrompido traz ao casal é uma gravidez indesejada, na qual terão de lidar com muitas responsabilidades e consequências “inesperadas”, e também o risco de transmitir ou adquirir doenças sexualmente transmissíveis ou outros tipos de infecções, já que não há nenhuma proteção de barreira durante o ato sexual.

Como fazer coito interrompido?

Não existe segredo para quem deseja se arriscar no coito interrompido. Primeiramente, antes do sexo, o casal deve conservar sobre o assunto, confirmando se ambos combinam em correr os riscos e também contando com o autocontrole do homem segundos antes de gozar.

E então, durante o ato sexual, basta o homem retirar o pênis quando sentir que está para ejacular, e então ficar longe das partes íntimas da mulher, evitando gozar em áreas como coxa ou costas.

Quais as chances de engravidar?

Como o nível médio de eficácia é de 78%, existe uma média de 22 mulheres a cada 100 que possam engravidar ao confiar no coito interrompido, o que são consideradas chances altas.

Coito interrompido no período fértil

Caso a gravidez seja algo realmente indesejado, a mulher deve evitar ao máximo transar contando com o coito interrompido durante o seu período fértil, referente a poucos dias antes e dias depois da ovulação.

Se mesmo com métodos mais seguros contraceptivos as chances ainda existem, imagine com um método de baixa eficácia. Sendo assim, evite relações sexuais nesses períodos.

Caso não queira engravidar, o ideal é que procure seu ginecologista para que seja indicado o melhor método anticoncepcional, seja ele injeção anticoncepcional, implante contraceptivo, adesivo anticoncepcional, esponja, diafragma, entre outros.

Dicas para engravidar com coito interrompido

Caso seu objetivo seja realmente engravidar e este é o método que você e seu parceiro sexual realizam, saiba que as chances são altas e fáceis.

É uma ideia boa para as mulheres que têm ciclos menstruais bem regulares e sabem exatamente seu período fértil, estando mais propensa a uma gravidez.

Mas se desejam realmente engravidar e se ambos estão saudáveis quanto a doenças e infecções, pratiquem a ejaculação interna sem medo, sem utilizar nenhum método contraceptivo, as chances aumentam ainda mais. Boa sorte!

Coito interrompido: O que é? Quais os riscos? Como fazer? Eficácia?
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here