Espermicidas: O que é? Como funciona? Tem opções naturais?

0
218

Hoje falaremos sobre um tipo de produto antigo, mas que não é tão popular entre os médicos e as mulheres. Confira a seguir informações sobre espermicidas, conheça suas vantagens, desvantagens, como utilizar e muito mais!

Espermicidas

O que é espermicida? Como funciona?

Espermicida é qualquer substância que possa matar, repelir ou imobilizar espermatozóides, com o objetivo de impedir que eles cheguem até o útero e ocorra a fecundação.

Eles podem ser colocado diretamente na vagina, ou em preservativos masculinos ou femininos, ou ainda em outros métodos de barreira como diafragma e esponja contraceptiva.

No mercado, esses produtos podem ser encontrados em forma de cremes, espumas, géis, comprimidos, geleia, dentre outros formatos.

Qual a eficácia dos espermicidas?

Os espermicidas apresentam chances de falha de 6 a 26%. Quando o espermicida é utilizado junto a outro método, como diafragma ou camisinha, certamente apresentam efeito maior; sendo assim, é muito mais conhecido como um método complementar.

Com relação a outros métodos contraceptivos, essa taxa de falha é considerada alta, por isso os médicos não recomendam de primeira. Além disso, pode causar efeitos colaterais na mulher, como veremos mais à frente.

Vantagens dos espermicidas

  • Não é um método hormonal, portanto não causa efeitos colaterais relacionados a alterações hormonais, como dores de cabeça e ganho de peso.
  • Pode ser usado apenas quando ocorrer sexo, não precisando de efeito a longo prazo.
  • É fácil de utilizar e de aplicar diretamente na vagina ou nos produtos.

Desvantagens dos espermicidas

  • Exige que a mulher controle o tempo que está com o produto no corpo.
  • Dependendo da sensibilidade da mulher, pode causar alergias, irritações, coceiras.
  • Pode causar infecção no trato urinário.
  • Caso a mulher faça uso de medicamentos antifúngicos, como para tratar candidíase, por exemplo, este pode atrapalhar o efeito do espermicida.
  • Não é totalmente seguro ou eficaz quando utilizado sozinho.
  • Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.

Como usar espermicidas?

Você deve necessariamente seguir as instruções do espermicida que você comprar, pois dependendo do formato, a aplicação pode ser diferente.

Normalmente, você deve colocar o espermicida na vagina, seja sozinho ou passado em outro método contraceptivo, cerca de 5 a 90 minutos antes de ter a relação sexual.

Depois, é necessário permanecer dentro de você por pelo menos 6 a 8 horas, que é o tempo de vida de espermatozóides, portanto nada de lavar ou usar ducha depois do sexo durante esse tempo.

Cada tipo de espermicida pode ter instruções diferentes, então leia bem o manual da embalagem e fique atenta à data de validade.

Existem métodos espermicidas naturais?

As pílulas e outros métodos contraceptivos são muitos novos no mundo moderno, sabia? Sendo assim, os antigos utilizam de métodos caseiros quando não queriam engravidar e ter mais filhos.

Vários desses métodos podem colocar em risco a saúde da mulher, que podem não só falhar na contracepção, como também deformar a gravidez e até ter efeito abortivo.

São alguns dos mais antigos e estranhos métodos contraceptivos naturais:

– Limão: Já houve tempos em que as mulheres colocam esponjas embebidas em suco de limão dentro de suas vaginas para repelir os espermatozóides.

– Arruda: Dizem que chás concentrados de arruda protegem a mulher da gravidez e ainda podem induzir o aborto.

– Algodão e acácia: Antigamente, passava-se uma pasta de acácia num tufo puro de algodão e inseria na vagina como método de barreira.

Muitas escravas também costumavam mastigar algodão para evitar gravidez, pois a raiz da planta do algodão contém progesterona e isso regulava os hormônios da mulher.

 

Existem até métodos com baixa a média eficácia da ginecologia natural que conta com ervas contraceptivas. Informe-se com seu médico antes de fazer qualquer loucura em casa, como os antigos faziam! Hoje temos a medicina para nos ajudar, vamos ser gratas, né?

Marcas de espermicidas

  • ContraGel;
  • Gynol II Gel;
  • Rilex (preservativo com espermicida);
  • VCF;
  • Lub-Klon;
  • Tulipán;
  • Semicid;
  • Semina;
  • Love Sex Sensi-Thin da Durex (preservativo com espermicida); dentre outros.

Peça indicação ao seu médico de alguma marca para você testar o uso. Podem ser desde camisinhas contendo a substância ou até mesmo um produto separado para você aplicar no método de barreira, como diafragma ou esponja.

Preço dos espermicidas

Depende da apresentação do produto. Se for uma simples camisinha contendo a substância no material, custa no máximo uns R$10 reais; já métodos mais caros como diagrafma ou esponja podem chegar a R$150 reais, mas têm efeito mais duradouro e podem durar até 2 anos.

Peça indicações ao seu médico e pesquise os preços em farmácias, lojas cirúrgicas, lojas de cuidados pessoais e de saúde sexual online ou pela sua cidade.

Espermicidas: O que é? Como funciona? Tem opções naturais?
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here