Exame de Colposcopia: O que é, dói, preço, preparo, resultados

0
4872

Como forma de evitar doenças, existem vários tipos de exames ginecológicos que prezam pela saúde vaginal e uterina da mulher. Um deles, bastante comum e pedido pelos médicos, é a colposcopia, e é sobre ela que falaremos melhor hoje.Exame de Colposcopia

O que é colposcopia?

Colposcopia é um exame feito pelo médico ginecologista para avaliar as regiões da vulva, vagina e colo do útero da mulher. É um exame que explora bem essas áreas, de forma detalhada, de modo a identificar qualquer anomalia ou alteração ali presentes. Só pode ser feito por mulheres que foram ou são sexualmente ativas; outro exame é indicado para o caso das virgens.

Durante o exame, a mulher deve deitar na maca, com as pernas afastadas; de início, o médico introduz um pequeno instrumento na vagina para manter o canal aberto e facilitar a observação. Em seguida, o colposcópio, um aparelho semelhante a um binóculo, é colocado em frente à vagina para oferecer visão ampliada em até 40x dos detalhes da vagina, vulva e colo do útero. O médico pode aplicar alguns produtos no colo do útero para identificar alterações.

Para que serve a colposcopia?

É um exame indicado também quando há indícios de células cervicais anómalas, sendo exigido principalmente quando o resultado do exame de Papanicolau anteriormente feito indicar alterações, como também se o teste de HPV (vírus do papiloma humano) mostrar algum resultado positivo.

O médico também pode solicitar o exame caso identifique lesões suspeitas que queira investigar melhor, como verrugas genitais, pólipos ou dores pélvicas, por exemplo. Com este exame, é possível identificar se determinada característica encontrada é benigna, inflamatória, pré-maligna ou maligna, indicando em seguida para os tratamentos adequados.

Colposcopia com biópsia

Biópsia é a extração de uma pequena parte de tecido para análise médica. Na colposcopia, a biópsia poderá ser necessária caso o médico identifique alguma lesão em algum tecido durante o exame, para assim poder identificar sua natureza e risco. Com a sua autorização, poderá ser feito na mesma hora ou numa próxima colposcopia. É um procedimento seguro, rápido, que poderá ocorrer algum tipo simples de sangramento (pode ser estancado com nitrato de prata na região).Colposcopia

Colposcopia dói?

O exame em si é considerado indolor, porém algumas mulheres costumam relatar desconforto interno durante o exame. Pode também ocorrer a sensação de ardor caso médico utilize produtos no colo do útero para observar melhor alterações na região, mas possui efeito momentâneo e passa logo. Mulheres mais ansiosas, que tendem a travar mais a musculatura por conta de tensão, podem sentir um desconforto maior na região quando o objeto de abertura é inserido, mas isso ocorre por conta da falta de relaxamento. Se você se encaixa em algum desses casos, relate isso ao médico, ele pode lhe recomendar algum analgésico ou calmante para aliviar o desconforto durante o exame.

E com biópsia, dói?

Para o colhimento de um pequeno pedaço de tecido durante a colposcopia será necessária a aplicação de anestesia local, para evitar qualquer dor ou desconforto na paciente. Portanto, com anestesia bem administrada, não haverá dor.

Relação entre colposcopia e colpocitologia oncótica

Também conhecido como exame preventivo ou Papanicolau, a colpocitologia oncótica é o exame mais comum para prevenção de câncer de colo de útero, sendo recomendado para mulheres sexualmente ativas ou não. São exames de rotina, que garantem um controle melhor do ginecologista com saúde íntima da mulher. A partir dos resultados desse exame, podem ser solicitados os exames de colposcopia para análise mais avançada da região, como explicamos acima.

Colposcopia para HPV

Exames preventivos podem indicar infecções genitais em geral, inclusive alterações que possam sugerir a incidência de infecção pelo vírus do HPV. Sendo assim, exames mais detalhados poderão ser exigidos, como é o caso da colposcopia para identificar, reconhecer o nível em que se encontra e saber como tratar determinada anormalidade.

“Colposcopia masculina”

O nome correto para este exame é Peniscopia, no qual é observado lesões ou alterações não perceptíveis a olho nu da região do pênis, escroto ou perianal. É feita quando há suspeitas de infecção por HPV, como também outros casos de herpes, candidíase ou outras infecções. Pode ser indicado pelo médico principalmente quando a parceira do homem esteja tendo sintomas ou tenha relatado por exames a incidência de alguma anormalidade na sua região íntima.

Preparo antes da colposcopia

A mulher deve certificar-se de que não está durante seu período menstrual, visto que vestígios de sangue alteram os resultados dos exames. Além disso, a mulher deve evitar certas ações que possam alterar os resultado do exame, como não ter usado ducha vaginal, não ter feito aplicação de medicamento na região (comprimido interno ou pomada), não usou absorvente nas últimas 24h, não fez sexo nas últimas 24h, não contém nenhum tipo de infecção ou irritação na região, e também que já tenha esvaziado sua bexiga antes do exame. Com esses cuidados, o exame será normalmente realizado.  

Resultados da colposcopia

O exame pode apresentar dois tipos de resultados:

Normal: Significa que nenhuma célula anormal foi encontrada no organismo durante a colposcopia ou na biópsia do tecido colhido.

Anormal: Por incrível que pareça, é o tipo de resultado mais comum nesse tipo de exame. Significa que células estranhas ou anormais foram encontrada no exame ou na biópsia do tecido colhido. Essa anormalidade varia em nível de gravidade, podendo ter chances pequenas, grandes ou nulas de desenvolver-se para um câncer. Em alguns casos, a repetição da colposcopia poderá ser necessária. Assim que houver o diagnóstico exato com o seu médico, o tratamento ideal deverá ser iniciado imediatamente para não piorar o quadro.

Exame de Colposcopia: O que é, dói, preço, preparo, resultados
5 (100%) 1 vote

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here