Injeção anticoncepcional: Como funciona? Engorda? Prós e contras

0
76

Hoje falaremos sobre mais um método contraceptivo de alta eficácia, que é a injeção anticoncepcional. Saiba a seguir se é um método indicado para seus objetivos, como funciona e tudo mais!

injeção anticoncepcional

O que é injeção anticoncepcional?

A injeção anticoncepcional é um método contraceptivo à base de hormônios. Trata-se de uma fórmula injetável intramuscular que pode ter efeito de 1 ou 3 meses de durabilidade, depende da quantidade de hormônios.

Como funciona a injeção anticoncepcional?

É uma injeção contendo progesterona apenas ou também estrógeno, que deve ser administrada apenas por um profissional da área da saúde.

Tais hormônios atuam no organismo impedindo que o corpo da mulher libere óvulos e também torna mais espesso o muco no colo uterino, dificultando uma gravidez.

Como é uma injeção apenas, o efeito é duradouro, portanto é irreversível pelo tempo que for proposta, que pode ser mensal ou trimestral.

Para quem é indicado injeção anticoncepcional?

É um método indicado para todas as mulheres que não desejam engravidar temporariamente, fazendo um controle hormonal específico.

Especialmente a injeção trimestral é indicada para mulher que não podem fazer uso de estrógenos. A saúde e histórico médico de cada mulher define se é o melhor método para ela ou não.

E para quem não é indicado injeção anticoncepcional?

As contraindicações da injeção anticoncepcional são praticamente as mesmas dos outros métodos. De acordo com o site da Bayer, são algumas das contraindicações de injeções anticoncepcionais mensais:

“Gravidez, transtornos graves da função hepática, antecedentes de icterícia idiopática gravídica ou prurido gestacional grave, síndrome de Dubin-Johnson, síndrome de Rotor, tumores do fígado atuais ou anteriores, processos tromboembólicos arteriais ou venosos ou antecedentes destes, bem como condições que aumentem a possibilidade de ocorrência desses transtornos, anemia falciforme, carcinoma de mama ou de endométrio ou antecedentes dos mesmos, diabetes grave com alterações vasculares, transtornos do metabolismo lipídico, antecedentes de herpes gravídico, presença de otosclerose ou história de deterioração da acuidade auditiva em gestações anteriores.

Nos casos abaixo relacionados requer-se cuidadosa vigilância médica:

  • Diabetes mellitus ou tendência a diabetes;
  • Hipertensão arterial;
  • Varizes;
  • Antecedentes de flebites;
  • Otosclerose;
  • Esclerose múltipla;
  • Epilepsia;
  • Porfiria;
  • Tetania;
  • Coréia menor.”

Fonte: Pharmaceuticals Brasil Bayer.

Prós e contras da injeção anticoncepcional

Prós da injeção anticoncepcional

  1. O efeito de uma aplicação dura 1 ou 3 meses;
  2. Ideal para quem se esquece de tomar anticoncepcionais mais tradicionais, como em comprimidos, precisando lembrar apenas de reaplicar passado o período de efeito;
  3. A injeção anticoncepcional de 3 meses geralmente é sem estrógeno, então é indicada para mulheres que não podem tomar esse hormônio;
  4. Alguns tipos desse medicamento podem ser usados durante a amamentação (consulte seu médico);
  5. As doses hormonais aliviam sintomas da TPM, como dores de cabeça, cólicas, reduz o fluxo e outros incômodos;

Contras da injeção anticoncepcional

  1. Algumas mulheres podem sentir efeitos colaterais, pelo menos no início em fases de adaptação, como dores de cabeça e alterações no humor;
  2. Pode causar também incômodos no corpo, como dores e inchaços abdominais;
  3. Caso a mulher injete a injeção com efeito de 3 meses e deseje engravidar depois, pode levar até 1 ano para que sua menstruação normalize e fique fértil novamente;
  4. É um método contraceptivo, mas que não protege de doenças sexualmente transmissíveis, como HIV;
  5. Ainda que raro, algumas mulheres podem apresentar trombose, ataque cardíaco e AVC;
  6. Necessariamente precisa ser aplicada por profissional da saúde, não sendo de prático uso em casa como outros métodos;
  7. No local da injeção pode haver dores e irritação.

Injeção anticoncepcional engorda?

Conforme dito acima, algumas mulheres têm efeitos colaterais com a injeção hormonal, e um deles também pode ser o aumento de peso. Se você tem facilidade de engordar ou de reter líquido, ou ainda algum histórico familiar do tipo, converse com seu médico para conhecer outras opções práticas de métodos contraceptivos.

Injeção anticoncepcional aborta?

Não, nenhum método anticoncepcional provoca aborto. Eles são feitos para impedir a gravidez, não provocar a perda do embrião.

Tipos de injeção anticoncepcional

– Mensal: Tomada uma vez ao mês para impedir a fertilidade da mulher durante um mês inteiro. Deve ser feita no oitava dia da menstruação, e então injetar a cada 30 dias.

– Trimestral: Tomada uma vez a cada três meses para impedir a fertilidade da mulher durante 3 meses. Deve ser tomada o mais próximo possível da menstruação e a partir de então a cada 3 meses.

Quando a injeção anticoncepcional começa a fazer efeito?

Após o primeiro mês a partir da primeira aplicação, a medicação hormonal já está fazendo efeito contraceptivo.

Lembrando que no primeiro mês a mulher deve usar outro método de apoio como camisinhas durante as relações sexuais; e para sempre se prevenir de DSTs, usar camisinha também, pois a injeção não previne tais doenças.

Usando injeção anticoncepcional vou menstruar?

Sim, a injeção interrompe a menstruação, mas ainda assim podem haver sangramentos pequenos ao longo dos meses, como escapes.

Qual  melhor injeção anticoncepcional trimestral?

Injeção anticoncepcional Depo Provera

A mais indicada na maioria dos casos é a Depo Provera, que tem ação prolongada por pelo menos 3 meses. Esta contém o acetato de medroxiprogesterona como princípio ativo, que evita a gravidez. Seu preço médio é de R$50 reais.

Injeção anticoncepcional Depo Provera

Não deve tomar a mulher que esteja em fase de amamentação, que tenha casos de sangramentos geniturinário, casos de câncer, suspeitas de trombose ou com histórico de aborto.

Existe injeção anticoncepcional masculina?

Este é um método considerado avançado desenvolvido para os homens também evitarem a gravidez em suas parceiras sexuais.

Ainda está em fases de testes por todo o mundo, mas não se trata de uma injeção hormonal, como o das mulheres, e sim uma substância gelatinosa que simula uma vasectomia temporária e impede a passagem de espermatozóides.

A injeção deve ser feita no ducto deferente, onde passam os espermatozóides.

Preço de injeção anticoncepcional

Depende do tipo de injeção e de sua periodicidade. Em média, injeções mensais custam de R$20 a R$30 reais, e as trimestrais podem chegar a R$50 reais. Quanto à aplicação, você pode pedir em postos de saúde do seu bairro para aplicarem em você gratuitamente, basta levar o medicamento consigo.

Injeção anticoncepcional: Como funciona? Engorda? Prós e contras
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here