Menopausa precoce: Causas, sintomas, diagnóstico, tratamento, tratamento natural

0
326

A menopausa representa o início de uma fase difícil na vida da mulher, que é chamada de climatério. Nem todas passam por isso, mas quem passa sabe como pode ser complicado devido a tantas mudanças e consequências trazidas pela queda de hormônios que ocorre. Pode também ocorrer o caso da menopausa precoce, quando ela ocorre antes do esperado e chega de surpresa na vida da mulher, seja de forma saudável ou não. Vamos falar mais sobre menopausa precoce no artigo de hoje, confere aí!menopausa precoce

Causas da menopausa precoce

A menopausa ocorre quando a mulher tem sua última menstruação, representando a falência definitiva dos ovários. Geralmente, ocorre a partir dos 50 anos de idade. Porém, quando a mulher menstrua pela última vez antes dos 40 anos, significa que ela está tendo menopausa precoce. Isso a torna infértil e, como veio de surpresa, pode causar fortes abalos emocionais, além dos sintomas típicos da menopausa, principalmente se a mulher planejava ter filhos ainda.

São algumas das possíveis causas para esse acontecimento irreversível:

  • Insuficiência ovariana: Algumas mulheres já nascem com uma reserva menor de folículos ovarianos ou ao longo da vida vão consumindo de forma mais rápida que o normal, então a menopausa pode chegar mais cedo para essas mulheres.
  • Defeitos genéticos: Mulheres que sofrem de doenças genéticas ligadas ao cromossomo sexual X, como Síndrome de Turner ou síndrome do cromossomo frágil, podem sofrer de menopausa precoce por conta de ovários defeituosos. Esses problemas podem ser diagnosticados cedo e afetam até mesmo a puberdade da mulher quando jovem.
  • Doenças autoimunes: Em casos raros, essas doenças podem produzir anticorpos que atacam os próprios ovários da mulher;
  • Tumores malignos nos ovários: Quando acontece essa infelicidade nos ovários das mulheres, elas são submetidas a cirurgias de extração dos ovários, o que obviamente causará a menopausa de forma precoce dependendo da idade;
  • Medicamentos: Certas substâncias em produtos ou tratamentos médicos podem causar menopausa precoce, como: tratamentos contra cânceres em quimioterapia ou radioterapia; outros medicamentos como bleomicina, etoposide, doxorrubicina, dentre outros;
  • Produtos químicos fortes: Existem casos relatados de falência de ovários por conta de pesticidas;
  • Cigarro: Muitas mulheres fumantes correm o risco de sofrerem de menopausa precoce; em média, essas entram no climatério cerca de 2 anos antes das não fumantes.

Não limite menopausa precoce a apenas esses possíveis casos citados acima. O mais correto é ter o caso diagnosticado com o médico da melhor forma com os exames necessários.

Sinais da menopausa precoce: Como identificar?

A maioria das mulheres que sofrem de menopausa precoce vivem uma vida comum, com desenvolvimento sexual e reprodutivo por toda a vida, porém alguns sintomas podem começar a surgir na faixa dos 30 a 40 anos que pode evidenciar a chegada da menopausa. As primeiras formas de identificar a menopausa precoce são através de alguns sintomas que vão surgindo de acordo com a chegada da falência dos ovários, que são:

  • Irregularidade menstrual, em que a mulher passa menstruar em menos ou mais quantidade, em quantidade de dias diferentes do normal, oscilando entre muito ou pouco sangue;
  • Ausência de menstruação por muito tempo, pois a irregularidade dos ovários faz isso;
  • Ondas de calor ou fogachos, sendo um sinal de que os sintomas do climatério podem estar chegando;
  • Suores noturnos, causando muito desconforto ao dormir;
  • Secura vaginal, pois os ovários também são responsáveis na lubrificação natural da vagina;
  • Alterações de humor, pois as quedas hormonais podem afetar o bem-estar da mulher;
  • Diminuição do apetite sexual;
  • Dificuldade para engravidar com a chegada da infertilidade; em média, 5 a 10% das mulheres conseguem engravidar um pouco antes da falência total dos ovários.Sinais da menopausa precoce

Diagnosticando a menopausa precoce

Tenha como base os sintomas pré-menopausa citados no tópico anterior, principalmente com relação às falhas na menstruação, que são as primeiras coisas mais relatadas pelas mulheres. O ideal é procurar um ginecologista e relatar seu caso para diagnosticar se você está entrando ou não em menopausa precoce.

Seu médico solicitará alguns exames, os quais poderão acusar ou não alterações hormonais. Mulheres na menopausa apresentam níveis elevados do hormônio FHS no sangue, que tem como função tentar estimular os ovários a funcionarem normalmente, então esse pode ser um sinal no seu diagnóstico. O próximo passo é investir a causa dessa menopausa precoce, com base no seus hábitos e histórico de saúde.

Tratamentos para menopausa precoce

Os tratamentos para menopausa precoce são divididos em:

  • Reposição hormonal: Os níveis de estrogênio e progesterona caem drasticamente quando a menopausa chega, portanto a terapia de reposição pode ser uma solução, com exceção das mulheres que fazem parte dos grupos de risco (consulte o médico para mais informações). O lado bom da reposição hormonal em mulheres mais jovens é que ela demonstra ter resultados mais eficazes do que em mulheres mais velhas.
  • Tratamentos emocionais: É importante cuidar da saúde mental e emocional da mulher que foi impactada pela menopausa de forma precoce, pois pode ter efeitos devastadores, afinal o corpo pode sofrer mudanças físicas bruscas, fazendo-a ganhar peso, o que para muitas é algo que prejudica a autoestima. Além disso, as mulheres ficarão inférteis, magoando quem desejaria ser mãe ainda. Para esses casos, um tratamento com antidepressivos e calmantes pode ser necessário.
  • Evitar outras doenças: Com a chegada da menopausa precoce, podem ser necessários tratamentos em paralelo, como para a osteoporose, com reposição hormonal e também alta dosagem de vitamina D, e também tratamentos contra problemas no coração.

Outros tipos de tratamentos mais personalizados podem ser indicados pelo seu médico para o seu caso específico, de acordo com a causa da sua menopausa precoce.

Tratamentos naturais para menopausa precoce

Existem também tratamentos alternativos e naturais que podem ajudar a conviver melhor com os sintomas da menopausa. São boas opções para mulheres que não podem fazer reposição hormonal, como quem sofre de obesidade, diabetes, hipertensão ou tem tendência a ter câncer de mama. São alguns:

  • Melhor alimentação, principalmente com alimentos que estimulam produção hormonal como aveia, linhaça ou quinoa;
  • Medicamentos homeopáticos;
  • Suplementos naturais;
  • Cremes de raízes de plantas para alívio de ondas de calor;
  • Acupuntura.
  • Suplementação natural chamado Max Amora.
Menopausa precoce: Causas, sintomas, diagnóstico, tratamento, tratamento natural
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here