Mioma: O que é, sintomas, diferentes tipos, tratamentos

0
192

Miomas, também chamados de fibromas ou leiomiomas, são tumores benignos formados por tecido muscular. O tipo mais conhecido é o mioma uterino, que é muito comum entre as mulheres.

Mioma

Confira mais detalhes sobre os miomas uterinos, tratamentos e mais informações a seguir:

Mioma no útero

Os miomas no útero atingem cerca de 50% das mulheres, na faixa etária dos 30 aos 50 anos. Eles surgem quando as células uterinas se multiplicam descontroladamente, causando os pequenos tumores nas paredes que formam o útero.

São bem comuns e na maioria dos casos não causa qualquer sintoma, mas quando causam, os principais relatados são cólicas, sangramentos mais fortes na menstruação, alterações no tamanho ou formato do útero ou dificuldade para engravidar.

Não existem causas específicas, mas sabe-se que a incidência de miomas está ligada à uma maior produção de estrógeno na mulher, tornando a condição bem menos comum nas mulheres depois da menopausa.

A localização no útero e também o tamanho dos miomas são características que classificam os tipos de miomas, que podem ser:

  • Mioma intramural: Surge nas paredes do útero.
  • Mioma subseroso: Surge na parte mais externa do útero.
  • Mioma submucoso: Surge dentro da cavidade do útero, na parte interna.

tipos de miomas

Existe mioma no ovário?

Miomas são tumores específicos da região uterina, portanto tumores nos ovários são de outros tipos, os quais também necessitam dos tratamentos adequados.

Estes outros nos ovários podem malignos, então um diagnóstico precoce é a melhor forma de se cuidar.

Ao menor dos sintomas, procure um ginecologista para identificar o local do tumor e iniciar os tratamentos o quanto antes.

Mioma cresce a barriga?

Esta condição pode aumentar o tamanho da barriga da mulher sim, dependendo do tamanho do tumor.

A barriga tende a ser projetada para a frente, e muitas vezes a mulher pode dar aparência de que está grávida ou que ganhou peso.

Isso pode afetar a autoestima da mulher e até mesmo causar frustrações caso o desejo de engravidar for real.

Em casos extremos, os miomas podem atingir 20 cm de diâmetro e isso afeta mesmo o formato da barriga.

Principais tratamentos para mioma

Tratamentos somente são indicados quando os miomas passam a afetar a qualidade de vida da mulher através de sintomas dolorosos ou incômodos. Dentre os possíveis tratamentos que o médico pode sugerir estão:

– Medicamentos para reduzir ou eliminar dores pélvicas, sangramentos e outros sintomas físicos e controláveis. Podem ser anti-inflamatórios, anticoncepcionais hormonais, inibidores da fibrinólise (que aumenta o sangramento dos miomas), dentre outros.

 

– Medicamentos análogos de GnRH, os quais induzem uma menopausa química temporária. Esta reduz o tamanho dos miomas, facilitando através de extração cirúrgica. O uso desses medicamentos geralmente não deve passar de 4 meses para não afetar a saúde da mulher em outros pontos também. Não é indicado para alívio de sintomas e sim somente para facilitar na retirada.

 

– DIU hormonal, para controlar sangramentos, cólicas e evitar o crescimento dos miomas. Indicado quando a mulher não pode tomar pílula nem tem necessidade de operar.

Miomectomia: Cirurgia de mioma uterino

A cirurgia é indicada somente após as outras tentativas de tratamento. O preparo antecipado para reduzir o tamanho do mioma antes da operação é importante, pois a cicatrização da cirurgia pode dificultar que a mulher engravide depois; sendo assim, quanto menor o tumor, menor será a cicatriz. Existem 3 tipos de miomectomia:

  • Miomectomia abdominal: Através de um corte feito no abdômen; indicado para miomas intramurais e outros de tipo externo.
  • Miomectomia laparoscópica: Tumores removidos através da inserção de microcâmeras e instrumentos de remoção em pequenos cortes no abdômen; bem menos invasiva; indicado para miomas subserosos pequenos.
  • Miomectomia histeroscópica: Através da entrada vaginal, muitas vezes sem fazer cortes; indicado para miomas internos.

Embolização

Um tratamento realizado por um radiologista intervencionista, em que é feito uma inserção de cateter pela artéria femoral até as artérias que atingem o mioma; então são injetados materiais que bloqueiam essas artérias do mioma e ele para de crescer.

Ao reduzir, os sintomas desaparecem na mulher, ele vai encolhendo, e em alguns casos é eliminado naturalmente pela menstruação.

Histerectomia (ablação)

Tratamento extremo de retirada parcial (corpo do útero) ou total (colo do útero também) do órgão, indicado caso o útero estiver muito dominado por miomas ou se a possível retirada de um ou mais deles causa complicações graves à paciente. É uma solução radical, já que elimina chances futuras de gravidez.

Mioma na gravidez

Também é possível que esse tipo de tumor ocorra no útero durante a gravidez. Na maioria dos casos, a mãe só descobre o mioma quando inicia os exames do pré-natal. São necessários cuidados específicos para que o mioma não cause nenhuma complicação na gravidez.

Alguns sintomas podem acusar o tumor, como dores abdominais, dor ao urinar, prisão de ventre e incômodo na relação sexual.

Algumas dessas complicações podem causar aborto espontâneo, parto prematuro, sangramentos e até descolamento antecipado da placenta. E dependendo do tamanho desse mioma, pode até mesmo afetar o desenvolvimento físico do bebê.

Tratamento e cirurgia de mioma na gravidez

O tratamento simples envolve analgésicos para controlar os sintomas e o máximo de repouso para a mãe.

O médico somente indicará cirurgia se o mioma estiver afetando o desenvolvimento do bebê ou colocando em risco a vida do bebê ou da mãe, afinal na gravidez é vista como uma cirurgia delicada.

Fotos de mioma

Confira a seguir algumas imagens de estágios avançados de miomas de diferentes tipos:

Mioma: O que é, sintomas, diferentes tipos, tratamentos
Avalie este post

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here