Pés inchados: O que pode ser? Causas e tratamentos!

0
118

Na maioria das vezes, pés inchados significam pequenas alterações na circulação sanguínea, por conta de uma caminhada muito longa ou porque ficou muito tempo em pé; no entanto, no prolongar dos sintomas por mais de um dia, é preciso investigar, pois pode ser um sinal de algum problema mais sério.

Pés inchados

Vamos falar a seguir sobre o que pode ser pés inchados e como tratar tais condições.

O que podem ser pés inchados?

  1. Má circulação sanguínea nas pernas

Com o avanço da idade, as veias do corpo também vão envelhecendo, fazendo com que o sangue bombeie de forma mais lenta de volta para o coração; isso implica num acúmulo de sangue nas pernas, incluindo coxas, tornozelos e pés, podendo levar ao inchaço.

Sendo assim, é algo que compromete mais adultos e idosos. Os sintomas relatados são pés pesados, retendo líquido, com desconforto físico, não necessariamente dor.

  1. Lesões nos pés

Lesões, pancadas, batidas ou qualquer outro tipo de pressão dolorosa nos pés pode causar inchaço, como também dores e dificuldade de movimentação.

Na maioria das vezes, ocorre um estiramento no pé, o que causa fissuras internamente, resultando no inchaço. Pode ser desde um simples entorse a uma fratura mais séria.

  1. Pés inchados na gravidez

Durante a gravidez, a circulação sanguínea também fica comprometida por causa do excesso de um hormônio chamado relaxina, que dilata as veias e dificulta o retorno do sangue ao coração.

Para aliviar, deve ocorrer prática de exercícios físicos, maior consumo de água, menos sódio na alimentação e movimentação corporal, sem muito tempo numa mesma posição.

É considerada uma condição normal, porém se esse inchaço nos pés vier junto com outros sintomas como dores abdominais, pouca urina, dores de cabeça ou afins, pode indicar um problema grave chamado pré-eclâmpsia, no qual a mulher tem sua pressão elevada e necessita de tratamento urgentemente.

  1. Pés inchados em idosos

Quando acontece em pessoas da terceira idade, pode ser um sinal de insuficiência cardíaca, ou seja, o músculo do coração está fraco para bombear o sangue para cima normalmente, fazendo acumular nos membros inferiores. É comum o idoso se sentir cansado, com falta de ar e uma pressão incômoda no peito.

  1. Trombose

Quando ocorre o entupimento de uma veia, geralmente nas pernas, através de um coágulo sanguíneo, acontece o que chamamos de trombose, onde o sangue não consegue ser bombeado corretamente para o resto do corpo. Isso acarreta no inchaço dos pés, pois o sangue não consegue subir.

Pode acontecer também de sentir formigamento, ficar vermelho e até causar febre.

  1. Problemas nos rins ou fígado

Podem ser causados por algum problema nesses órgãos; no fígado, quando ocorre a baixa produção de albumina, prejudica a manutenção dos vasos sanguíneos; quanto a problemas nos rins, os líquidos ficam retidos no corpo, inchando os pés.

  1. Infecção

Quando ocorre uma ferida e a área infecciona, é normal haver inchaço, e isso pode acontecer nos pés também. Por isso não deve-se negligenciar tratamento de mínimas feridas, pois ela pode trazer complicações.

A diabetes descontrolada é um agravante nessas feridas de pés, pois é uma doença que pode destruir os nervos dos pés e não trazer sintomas de dores para pequenos machucados nos pés, ou seja, se acontecer alguma infecção, a pessoa só sentirá depois de formas mais graves.

Tratamentos para pés inchados

Para os casos de má circulação, o tratamento básico para isso é deitar-se elevando as pernas para cima, no nível do coração; pode fazer massagens também, puxando dos pés até a região dos quadris, motivando o sangue a voltar para cima.

Quem sente esse sintomas por conta de trabalhar muito tempo em pé ou sentado, pode, respectivamente, usar meias de compressão elásticas e fazer leves caminhadas durante o dia para dar aquela esticada.

Para os casos de lesões, logo depois da pancada deve-se colocar gelo para controlar a inflamação desde o início; evite caminhar, ficando apenas em repouso.

Para os casos de pré-eclâmpsia na gravidez, ou até mesmo de suspeita, a mulher deve diminuir seu consumo de sal e triplicar o consumo de água diariamente; acompanhamento médico é obrigatório para analisar o avanço ou retrocesso desse diagnóstico.

Para os casos de insuficiência cardíaca, o médico cardiologista deverá indicar medicamentos para regular essa atividade do coração.

Para os casos de trombose, o tratamento é urgente antes que o coágulo se solte e possa se encaminhar para alguma região que vai comprometer muito mais a saúde da pessoa.

Dependendo da urgência, o médico poderá internar o paciente e iniciar tratamentos com anticoagulantes para dar fim ao coágulo. Esse tratamento pode evitar infarto e AVCs, por exemplo.

Para os casos de problemas nos rins ou fígado, seguido de sintomas como inchaço na barriga, olhos amarelados ou menos saída de urina, o médico vai pedir exames de sangue e urina, descobrir o problema e tratar com os medicamentos corretos.

Para os casos de feridas em diabéticos, o ideal é correr para a emergência hospitalar para tratar o machucado e evitar a proliferação de bactérias no local.

Se a infecção já estiver alastrada, a administração de antibióticos será necessária; como também regular melhor o controle da diabetes.

Pés inchados: O que pode ser? Causas e tratamentos!
5 (100%) 1 vote

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here