Sífilis: O Que É, Como É Transmitida, Sintomas e Tratamentos

0
105

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST), ou seja, pode ser transmitida por meio de relação sexual desprotegida. Ela é transmitida por uma bactéria e é conhecida por ser uma doença silenciosa, uma vez que se manifesta uma vez e se não houver o tratamento adequado, ela pode ficar no corpo por anos até se manifestar novamente.

Por isso, é necessário ter o tratamento adequado e um diagnóstico precoce é essencial para o sucesso do tratamento dessa DST.

A Sífilis pode ser transmitida por meio de pequenos cortes que o corpo, e os órgãos genitais tenham, por isso é imprescindível o uso de preservativos para evitar esse tipo doença.

camisinha

Se você quer saber mais sobre essa doença, continue lendo esse artigo!

Como é transmitida?

A sífilis pode ser transmitida tanto durante o ato sexual, durante o estágio primário e secundário da doença, ela não é comumente transmitida pelo beijo, porém pode ser uma doença congênita, ou seja, é transmitida de mãe para filho durante a gravidez.

Por isso, mulheres que desejam engravidar, ou que estão nos primeiros meses de gravidez devem fazer um exame para saber se possuem essa doença. Para aquelas que desconfiam de uma gravidez e ou tem algum sintoma deve fazer um teste de gravidez e procurar auxilio medico. 

Tem cura?

A sífilis possuem cura e se diagnosticada nos primeiros estágios seu tratamento costuma ser bem rápido e não causar danos à saúde. Por isso, é sempre bom fazer exames regulares, principalmente quando ocorrem relações sexuais sem proteção.

Seu tratamento, na maioria dos casos é feito com o uso de antibióticos, como a penicilina, que é o mais famoso e mais usada.

Porém apenas um médico pode averiguar com certeza qual é o melhor medicamento para o tratamento da doença em cada pacientes, uma vez que podem existir restrições ao uso de antibióticos, e nesse caso é necessário recorrer a um tratamento alternativo.

sifilis
Imagem tirada da internet.

 

Ao ser diagnosticado com a Sífilis, logo com a primeira injeção de penicilina já é possível parar a doença, impedindo que ela avance para outros estágios e assim prejudique a saúde.

Essa doença, pode não se manifestar logo após o contágio, mas se a injeção for feita no primeiro ano depois do contágio da doença, uma dose já pode ser suficiente para o tratamento, porém se ela se manifestar após muitos anos as doses devem ser maiores.

Apesar, de ter outros tratamentos para a Sífilis, mulheres grávidas apenas podem ser tratadas com o uso da penicilina, pois ela é a única liberada para ser utilizada durante a gravidez com a intenção de não ser transmitida para o bebê.

E mesmo após o nascimento o recém nascido deve continuar com um tratamento a base de antibióticos para que seja totalmente curado dessa doença.

Tratamento da Sífilis

Como já dito o tratamento da sífilis consiste no uso de antibióticos, porém mesmo após o tratamento finalizado é preciso que o paciente faça um  acompanhamento médico.

De preferência após 3 meses, 6 meses, 12 meses e depois de 24 meses após o fim do tratamento, pois apenas assim é possível ter certeza que essa infecção não existe mais no corpo.

Durante o tratamento pode ser comum que os pacientes apresentem alguns efeitos colaterais após o uso da medicação.

Os principais efeitos são enjoos, vômito, dores de cabeça, mudança de humor, febre, calafrios e dores nas articulações. Porém esses sintomas desaparecem ao longo do tratamento.

Sintomas da Sífilis

Os sintomas da sífilis podem começar a aparecer em apenas duas semanas após a infecção, eles aparecem nas áreas genitais e são facilmente identificados. Porém existem estágios desta doença e conforme ela vai avançando os sintomas podem desaparecer dando a falsa ilusão de que se está curado.

Os primeiros sintomas são o aparecimento de cancros com pus nos órgãos genitais e que doem quando são tocados. Depois é comum que apareçam sintomas internos e que não são visíveis sem um exame, porém esses sintomas são seguidos de dores de garganta, febre alta e dores musculares.

Sífilis nas maos
Imagem tirada da internet.

Diagnóstico da Sífilis

Mesmo apresentando os sintomas acima, somente é possível confirmar a doença por meio de um exame clínico, por isso se existe suspeita é necessário procurar um médico para que ele faça um pedido de exame específico para esse diagnóstico.

exame para sifilis

Além disso, a única maneira 100% segura de evitar o contágio dessa doença é por meio do uso da camisinha, que impede que a doença seja transmitida para o parceiro durante a relação sexual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here